“A Apple enviou dois homens à minha casa. Não, eles não eram assassinos. ” Esse homem perdeu 122GB de música, e descobriu como o Apple Music funciona de uma maneira nada agradável

Posted by Mini Drive on 2016-05-20

James Pinkstone é um designer de Atlanta. Ele também é aficionado por música e compositor freelancer. Isso explica o fato de ele ter 122 GB de música salvos no seu MacBook. Aliás, ele ainda tem essas músicas por sorte, pois elas simplesmente desapareceram da memória do Mac dele. Salvo por um backup!
No dia 4 de maio, Pinkstone relatou em seu blog que, depois de contratar o serviço Apple Music, 122 GB de música desapareceram do seu MacBook, incluindo composições próprias. Ele tentou buscar ajudas em fóruns, apesar de descobrir que outras pessoas passaram pelo mesmo problema, os “gurus” da internet responderam apenas que era um problema causado pelo usuário, não um problema com o software. Que eles devem ter excluído os arquivos por acidente.

O que aconteceu com Pinkstone não foi um acidente ou um bug. Na realidade o Apple Music está programado para fazer isso. Quando ele se subscreveu para o aplicativo, o Apple Music avaliou sua coleção de músicas, que era enorme, e em seguida verificou em seu próprio banco de dados o que ela considerou “correspondências”, e depois apagou os arquivos do computador do Pinkestone. Outra ação do aplicativo é, quando surge um arquivo sem correspondências no banco de dados da Apple, ele é enviado para o banco de dados e também excluído do computador. Foi o que aconteceu com as composições originais de Pinkestone.

Pinkestone apontou quatro problemas com esse sistema.

  1. Se as músicas estão no banco de dados da Apple, e não no computador, então não será possível acessá-las quando não houver conexão com a internet.

  2. As “correspondências” consideradas pela Apple não são exatamente a mesma música. O sistema considera que uma versão antiga, com diferentes ajustes, de uma canção, é a mesma música que uma versão atual, pois possuem o mesmo nome, foram gravadas pelo mesmo artista. Nesse ponto qualquer pessoa que goste de música vai concordar com Pinkestone.

  3. Se ele tentasse recuperar cada uma das músicas, através do ícone em forma de nuvem ao lado de cada arquivo, ele levaria cerca de 30 horas para fazer isso. Ele teria um trabalho enorme para corrigir um problema que não foi causado por ele.

  4. E acima de tudo, o banco de dados da Apple mantém as músicas salvas no formato Mp3. Ele costuma salvar suas composições no formato WAV, que é conhecido por ter um som muito melhor.

Depois de toda essa polêmica, a Apple enviou dois engenheiros seniores para a casa de Pinkestone, em Atlanta. Pinkestone havia recuperado as músicas graças a um backup que tinha feito semanas antes. Contudo, os engenheiros foram até lá com a intenção de replicar o problema e identificar a falha. Claro que antes de permitir que eles fizessem testes em sem MacBook, Pinkestone fez um backup dos arquivos e limpou completamente seu disco.

Nenhum sucesso...

Os engenheiros da Apple não conseguiram replicar o erro que levou Pinkestone a perder 122GB de arquivos. Pinkestone deixou um conselho muito interessante em seu blog. Ele disse que há anos vem alertando as pessoas: "Guarde suas mídias. Um dia, você não vai comprar um filme. Você vai comprar o direito de assistir a um filme, e o filme será servido para você. Se as empresas que servem o filme não quero que você o veja, ou querem mudar alguma coisa, eles terão o poder de fazê-lo. Eles podem alterar a história, e eles podem fazer você continuar a pagar por coisas que, anteriormente, você poderia ter comprado. Informação será um utilitário em vez de uma posse. Mesmo a informação que você mesmo criou exigirá pagamentos recorrentes apenas para o acesso ".

Semana passada nós fizemos alguns posts sobre a importância do backup, os riscos de um backup de última hora. Também falamos sobre o Time Machine, e como configurar a ferramenta para fazer os backups direto no seu TheMiniDrive. Provavelmente, a Apple teve a melhor das intenções ao criar esse sistema, grande parte das reclamações sobre MacBooks são a respeito do seu armazenamento limitado. Liberar esse espaço também deve permitir um melhor rendimento da máquina, que fica mais leve e mais veloz. Porém, a única forma de manter seus arquivos salvos, seguros e acessíveis, é mantendo um ou mais backups em um drive externo. Falando nisso, você já tem um TheMiniDrive? Aproveite esse alerta e compre o seu ASAP, configure o Time Machine e mantenha seus arquivos seguros!

 


Older Post Newer Post


0 comments


Leave a comment

Please note, comments must be approved before they are published